segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

Como ter um amigo estúpido

Muitas pessoas discriminam as pessoas fora do normal. Aquelas que mesmo independente do seu estado estão la para apoiar sobre qualquer circunstância. Aquelas que as pessoas designadas "normais" recusam conhecer porque se distinguem de qualquer outra. Nunca ninguém as percebe, porque estão sempre no seu mundo. Aquele mundo em que ninguém lhes fode o juízo. E assim, desta forma conseguem levar a vida pondo os problemas para trás. Apenas as pessoas atentas, como eu, que perdem algum tempo a tentar conhecer aquela espécie, se questionam algumas vezes com  perguntas tipo "Como é que ele não tem problemas na vida?". Não é fácil conhecer esse tipo de pessoas, e eu, conheço uma. Essa pessoa é especial, nunca percebi em que motivo, mas o que posso dizer é que é melhor não "conhecer" essa pessoa.
Com a relação que tenho com essa pessoa, prefiro não abusar da privacidade da mente dele. Não quero entender como é que ele faz isso, apenas me sinto bastante confortável quando preciso de ouvir "merda", sim, "merda", porque da boca dele só sai disso. Mas apesar de tudo, sinto que é uma pessoa em quem posso confiar, porque sempre que eu preciso ele está lá para dar um ombro amigo.
Mas sim, é a minha relação com uma pessoa que não vive neste mundo. E não quero saber onde ele vive, ou melhor, onde a mente dele vive. Sinto-me confortável tendo uma pessoa destas a albergar-me sempre que preciso. Nunca me recusou tempo de conversa, porque muitas vezes é o que preciso.
Para despedir apenas vos quero desejar, caros leitores, que conheçam pessoas deste tipo, porque sem vocês estarem a espera, essa pessoa mudará a vossa vida.



Sem mais assuntos, só quero dizer que vos adoro e que se quiserem este meu amigo participará mais vezes comigo. Kiss nas nalgas.

1 comentário:

  1. Tenho um amigo assim, não há mesmo melhor pessoa para me alegrar!
    Adorei o texto

    ResponderEliminar