quarta-feira, 20 de julho de 2016

➳ 7 weeks 7 movies

No ➳ 7 weeks 7... desta semana vou falar dos 7 filmes que mais gostei de ver até hoje, sem contar com os de terror, espero que gostem. :)*
Nota: Não estão bem por ordem, pois não me consegui decidir qual o melhor, tirando os 2 primeiros.


1. Hachiko
Quem me conhece sabe que uma das minhas grandes paixões são os cães.
Hachiko retrata  demasiado bem o que é a lealdade verdadeira e foi o primeiro filme que, cada vez que vejo, me faz mesmo chorar. É uma adaptação de uma história real, que aconteceu no Japão no início do século XX.
Hachiko (que dá o nome ao filme) é um cachorrinho que, depois de se perder, escolhe o seu dono numa estação de comboios. Com aquele focinho típico o cão aproxima-se do Professor  Parker Wilson (interpretado pelo excelente ator Richard Gere) e conquista-o de imediato. A relação dos dois é super comovente e percebesse logo, à partida, que há ali uma amizade verdadeira e fiel. Hachi, nome carinhoso pelo qual tratam o cão, todos os dias fazia questão de seguir o professor até à estação onde ele embarcava para ir trabalhar e todos os dias ia buscá-lo perto da hora de chegada de volta. Até que um dia algo acontece e Parker nunca mais voltou. O que nos vai emocionar verdadeiramente é a reação de Hachi perante o sucedido.

https://www.youtube.com/watch?v=vwY5Ad1oL4U

2. O Cão do Presidente
O Cão do Presidente retrata a história de uma criança vinda de uma casa de acolhimento, Danny Millbright, que encontra um cão perdido (Teddy) que descobre pertencer ao Presidente dos Estados Unidos da América. Contra tudo e contra todos, o rapaz decide fugir da casa de acolhimento para entregar o cão na Casa Branca, provando, assim, que quando se está a fazer a coisa certa não há impossíveis. Ultrapassando várias dificuldades Danny chega à Casa Branca, com o Cão do Presidente, ajudado por Big Mike, um camionista que os encontrou e os ajudou a chegar perto da casa. A atitude de Danny revela não só caráter como também coragem e ensina que, independentemente da idade de cada um, a atitude mais sensata que podemos ter é fazer a coisa certa.
O filme termina com a frase, de Abraham Lincoln, “Nenhum homem sobe tão alto como quando se baixa para ajudar uma criança.”, a conclusão perfeita para um filme, de certa forma, comovente, e que nos transmite a mensagem de que o que é verdadeiramente revelante no Ser Humano é o seu caráter.


3. A Lagoa Azul
Acho que apesar de ser um filme mais da epoca dos nossos pais todos nós conhecemos A Lagoa Azul. É sem dúvida um dos filmes mais bonitos que já vi até hoje. Tudo acontece de forma tão natural, tão inocente e ingénuo, acho que é o que acaba um pouco por faltar ao mundo em que vivemos, inocência e naturalidade...
Dois jovens naufragaram no pacífico sul durante a era vitoriana e cresceram juntos, sem malícia. Na adolescência, eles descobrem o sexo, e todas aquelas aventuras com as criaturas da ilha passam a ser menos interessantes. Têm um bebê e ficam cheios de dúvidas porque não tiveram alguém para lhes dizer como uma criança pôde ter saído de dentro de Emmeline.  Mas um dia o bebê come o fruto da baga escarlate e o casal crê que ele morreu. Sofrendo muito Richard e Emmeline se decidem por comer do fruto também para se juntar ao filho. Só que ao contrário do que se esperava, o menino sobrevive e o barquinho onde estavam acaba por ser encontrado por um navio e aí a história recomeça, pois o tal navio leva uma senhora chamada Sarah e sua filha Lili que também naufragam, não antes de adotar o filho de Emmeline e Richard.



4. Velocidade Furiosa 7
Já falei sobre o filme quando o fui ver ao cinema portanto não tenho muita coisa a acrescentar. Todos conhecemos o teor de Velocidade Furiosa. É um filme espetacular que, no fim, devido ao sucedido com Paul Walker, muda completamente de figura, passa de um filme de ação para uma emoção tremenda. Se quiserem ler o post cliquem aqui. :)



5. A Lenda de Tarzan
(Razão pela qual não houve post na semana passada xD)
Sem dúvida um dos melhores filmes que já vi até hoje! Quem me conhece sabe que o meu ator favorito é o Alexander Skarsgard logo foi a melhor combinação que podiam ter feito em A Lenda de Tarzan! O filme não tem muito a ver com aqueles aos quais estamos habituados em desenho animado, este tem ação, tem sentimento! Não vou fazer nenhum spoiler, pois acho que nada é melhor que ir ver A Lenda de Tarzan ao cinema. Infelizmente no cinema onde fui não tinham em 3D, mas se onde vocês forem tiver aconselho vivamento a vê-lo a 3 dimensões. Já para não falar que o Alexander está cada vez mais gostoso :3



6. Fora de Alcance
Amo filmes de "porrada" e o Steven Seagal é dos atores que mais gosto de ver a interpretar este tipo de papeis.
Fora de Alcance acaba por ser não só um filme de ação como também de comédia (mais ou menos), a verdade é que este filme nos acaba por fazer rir, pois assistimos a cenas de pancada que se fossem na vida real morreríamos instantaneamente.
Julgo não haver muita coisa a dizer visto que os filmes do Seagal são super conhecidos. Teor: Ação e mais ação, na maioria dos filmes.



7. The Game Plan
Uma palavra: fantástico!!
Joe Kingman é um famoso quaterback da equipa de Boston, que está em plena disputa do campeonato. Joe é um solteiro convicto, que gosta de usufruir da fama e da riqueza que possui. Até que conhece Peyton, a sua filha de 7 anos que até então não sabia que existia, resultado de um último encontro com a sua ex-esposa. Peyton passa a morar com Joe, o que faz com que ele tenha que se dividir entre treinos, festas e aulas de balé clássico, além de outras atividades às quais não está habituado.
Acho que não podiam ter escolhido melhores atores para interpretar os papeis de Kingman e de Peyton!!

terça-feira, 19 de julho de 2016

Novidades e etc...

Oláá, bem sei que tenho andado desaparecida, mas os últimos tempos têm sido uma confusão.
Primeiro, foi o final das aulas, depois os exames e entretanto tive que andar de um lado para o outro por causa das notas dos exames e de pedir as cenas para a candidatura para a universidade.
Ok, para começar: final de aulas... Well, foi ótimo!!! Finalmente vou-me ver livre desta escola forever, tenho a pequena noção de que ainda vou ter algumas saudades, afinal foram muitos anos lá e apesar de todos os momentos maus também houve bons. Ah, não posso esquecer o Baile de Finalistas!!! Foi perfeito, não tanto a parte do jantar, mas a parte da festa. Ele que não quis ir comigo ao baile (remember?) esteve praticamente a festa toda comigo e com o meu par, estivemos tão abraçadinhos a dançar, foi tão bom!!
Segundo, os exames... Apesar do exame de Matemática me ter corrido mal consegui ter nota para deixar a disciplina feita. E ainda consegui os exames de Biologia e Português como Provas de Ingresso.
Agora em relação à candidatura, ando completamente passada com a escola, primeiro eu já acho uma estupidez por natureza termos que pagar a Ficha ENES porque precisamos mesmo dela para nos candidatarmos à universidade, depois, eu quero aproveitar o direito que tenho à Preferência Regional e ninguém me informou que eu tinha que dar isso a conhecer quando fosse pedir a ficha ENES e agora como é óbvio tenho que voltar lá à escola, mas eu recuso a pagar por outra folha só porque suas excelências não sabem fazer o trabalho que lhes compete em condições.
Well, acho que já deu para falar um pouco de tudo o que se tem passado na minha vida, entretanto agora vou terminar o novo post da nova rubrica semanal do blog, que no Sábado tive a oportunidade de completar os pormenores que faltavam.
Beijão*

segunda-feira, 11 de julho de 2016

➳ 7 weeks 7... Não vai sair esta semana

Olá olá!!!! 
Só vim um bocadinho para dizer que esta semana não poderá sair o novo post de ➳ 7 weeks 7. Pela simples razão de que me faltam uns pequenos pormenores para poder terminar o post, portanto só na próxima semana poderá sair a nova publicação da rubrica. 
Sei que hoje não é muito mas pronto, peço desculpa mais uma vez!

quarta-feira, 6 de julho de 2016

➳ 7 weeks 7 songs

Oi oi, o segundo post desta nova rubrica do blog é sobre as minhas músicas favoritas e aquelas com que mais me identifico.


1. Warrior - Demi Lovato
Não é que seja a minha música favorita mas é sem dúvida aquela com que mais me identifico, talvez devido à minha história, I don't know... Amo a música, é quase como se a Demi a tivesse escrito especialmente para mim (sonhando ahahah). Agora a sério, tem uma letra bastante forte e pode ser interpretada das mais diversas formas.


2. Living in Sin - Bon Jovi
Living in Sin faz parte das minhas paixões, é das músicas que mais amo do Bon Jovi, adoro o videoclip e a interpretação que se pode fazer não só da letra mas também do modo como está realizado o vídeo da música. É-nos contada a história de um amor proibido, pois os apaixonados estão a viver em pecado (traduzindo a letra), apesar de, para eles, ser considerado amor. 


3. You Raise Me Up - Martin Hurkens
Bem sei que You Raise Me Up não é um original de Martin Hurkens, mas é a versão que mais gosto e que mais me faz emocionar. É uma música que tem um grande impacto para mim, é muito forma a forme como é cantada, faz-me lembrar que haverá sempre alguém que me fará continuar a lutar pelo que mais amo, no meu caso, acredito que seja o meu avô.


4. I'm not Gonna Miss You - Glen Campbel
Esta música contém uma letra que causou uma grande emoção para mim quando o meu avô piorou do Alzheimer. A forma como a interpreto é como se tudo o que ela transmite fosse o que o meu avô diria se tivesse a noção do que se estava a passar. Já falei dela num outro post, não tenho muito para dizer em relação a esta música, apenas que é uma das que mais emociona devido ao que significa para mim.


5. Bed of Roses - Bon Jovi
Quem não ama Bed of Roses? Impossível não nos apaixonarmos pela letra, pelo videoclip, pela própria melodia! É uma música muito pessoal para o Jon, pois nela expõe muitos dos problemas que estava a enfrentar no momento. O primeiro verso reflete o que o Jon estava a sentir enquanto ele tentava escrever isto. Ele estava gravemente ressacado da noite anterior, mas tinha um piano no seu quarto de hotel e estava determinado a escrever algo. Na linha "While my mistress she calls me to stand in her spotlight again", "Mistress" é a indústria musical e o palco. "Spotlight" é a imprensa. Ele diz que a música é a sua "amante" para mostrar o que é uma emoção, mas também algo que talvez não lhe vá fazer nenhum bem.


6. Hopeful - Bars and Melody
Eu A-M-O esta música, faz-me refletir tudo o que já passei em relação ao bullying, aliás a letra é mesmo sobre este problema, o que faz com que eu me identifique imenso com ela. Não tenho palavras para falar sobre o significado que ela tem na minha vida, mas julgo também não ser preciso tê-las, acho que a letra da música fala por si mesma.


7. In Love - David Carreira
Bem, devem estar a pensar que sou louca, afinal passar de cantores como o Bon Jovi para David Carreira não será muito normal para muita gente, mas digamos que eu sou uma pessoa com um gosto musical que abrange os mais variados estilos de música. In Love é daquelas músicas que nos transmite paixão quase automaticamente, a sua história é quase perfeita e o videoclip é sem dúvida um dos meus favoritos.