sábado, 26 de novembro de 2016

É um adeus?

Olá a todos!
Bem sei que tenho andado super hiper mega ausente, parei de postar semanalmente, mas a minha vida apenas deu uma reviravolta autentica. Principalmente agora que começaram as frequências na universidade, já agora consegui entrar em Enfermagem!!! :D Primeiro foram as praxes e saídas á noite, depois foram as frequências e os ensaios para a latada, só agora acalmou um pouco... Mas yah, tenho adorado isto aqui, tem sido uma experiência espetacular, estou a pensar em fazer um special post sobre o quanto as praxes me mudaram, não que me tenha tornado numa pessoa diferente, apenas em alguém mais exposta por assim falar... Sim é isso, não tenho medo de me mostrar nem de dizer o que penso, não tenho medo de mostrar quem sou verdadeiramente, eu nunca na vida me iria por a dançar numa coluna de uma discoteca bêbeda quanto mais sóbria e isso já aconteceu e não tive medo de subir até lá. Mas whatever, guardaremos isso para um post mais dedicado a tal, só ainda não sei quando irá sair...
Beijoca*

segunda-feira, 15 de agosto de 2016

Bon Jovi - This House Is Not For Sale


ESTÁ LINDO, ESTÁ PERFEITO!!!!!!! <3 <3 <3 <3
VEJAM E VENEREM.... :3
#THINFS

P.s: Peço desculpa pelas minhas falhas na rubrica do blog, mas não tenho tido muito tempo.

quarta-feira, 3 de agosto de 2016

➳ 7 weeks 7 actors


1. Alexander Skarsgard

Nada a dizer! O Alexander é sem dúvida o meu favorito, cada papel que interpreta parece que se integra totalmente, é como se fosse ele próprio. Apenas não tenho palavras para o descrever, ele é único!!




2. Jensen Ackles


Jensen Ackles, um dos gajos mais lindos de sempre! O papel que ele interpreta em Supernatural é simplesmente perfeito, acho que não podiam ter escolhido melhor ator.



3. Johnny Depp
Esta perfeição é aquele tipo de ator em que qualquer papel lhe fica bem, ele não falha nada. 



4. Jennifer Lawrence

Amo a Jennifer, não tenho nada a falar dela. Ela é linda e uma atriz maravilhosa!



5. Jared Padalecki

Quando comecei a ver Supernatural já conhecia o Jared do filme Sexta-feira 13, ele fez um papel extraordinário neste filme e então o personagem que ele tem vindo a interpretar na série é tipo perfeito! 




6. Maggie Smith

Quem não conhece esta linda senhora da saga Harry Potter? É uma atriz perfeita!!!



7. Dylan O'Brien


Ora ora, Dylan O'Brien!!! Amo o papel que ele faz em Teen Wolf. Amei Maze Runner e venerei o filme The First Time. Acho que este último filme representa tudo o que todos os jovens poderão sentir antes de terem a sua primeira vez.

quarta-feira, 20 de julho de 2016

➳ 7 weeks 7 movies

No ➳ 7 weeks 7... desta semana vou falar dos 7 filmes que mais gostei de ver até hoje, sem contar com os de terror, espero que gostem. :)*
Nota: Não estão bem por ordem, pois não me consegui decidir qual o melhor, tirando os 2 primeiros.


1. Hachiko
Quem me conhece sabe que uma das minhas grandes paixões são os cães.
Hachiko retrata  demasiado bem o que é a lealdade verdadeira e foi o primeiro filme que, cada vez que vejo, me faz mesmo chorar. É uma adaptação de uma história real, que aconteceu no Japão no início do século XX.
Hachiko (que dá o nome ao filme) é um cachorrinho que, depois de se perder, escolhe o seu dono numa estação de comboios. Com aquele focinho típico o cão aproxima-se do Professor  Parker Wilson (interpretado pelo excelente ator Richard Gere) e conquista-o de imediato. A relação dos dois é super comovente e percebesse logo, à partida, que há ali uma amizade verdadeira e fiel. Hachi, nome carinhoso pelo qual tratam o cão, todos os dias fazia questão de seguir o professor até à estação onde ele embarcava para ir trabalhar e todos os dias ia buscá-lo perto da hora de chegada de volta. Até que um dia algo acontece e Parker nunca mais voltou. O que nos vai emocionar verdadeiramente é a reação de Hachi perante o sucedido.

https://www.youtube.com/watch?v=vwY5Ad1oL4U

2. O Cão do Presidente
O Cão do Presidente retrata a história de uma criança vinda de uma casa de acolhimento, Danny Millbright, que encontra um cão perdido (Teddy) que descobre pertencer ao Presidente dos Estados Unidos da América. Contra tudo e contra todos, o rapaz decide fugir da casa de acolhimento para entregar o cão na Casa Branca, provando, assim, que quando se está a fazer a coisa certa não há impossíveis. Ultrapassando várias dificuldades Danny chega à Casa Branca, com o Cão do Presidente, ajudado por Big Mike, um camionista que os encontrou e os ajudou a chegar perto da casa. A atitude de Danny revela não só caráter como também coragem e ensina que, independentemente da idade de cada um, a atitude mais sensata que podemos ter é fazer a coisa certa.
O filme termina com a frase, de Abraham Lincoln, “Nenhum homem sobe tão alto como quando se baixa para ajudar uma criança.”, a conclusão perfeita para um filme, de certa forma, comovente, e que nos transmite a mensagem de que o que é verdadeiramente revelante no Ser Humano é o seu caráter.


3. A Lagoa Azul
Acho que apesar de ser um filme mais da epoca dos nossos pais todos nós conhecemos A Lagoa Azul. É sem dúvida um dos filmes mais bonitos que já vi até hoje. Tudo acontece de forma tão natural, tão inocente e ingénuo, acho que é o que acaba um pouco por faltar ao mundo em que vivemos, inocência e naturalidade...
Dois jovens naufragaram no pacífico sul durante a era vitoriana e cresceram juntos, sem malícia. Na adolescência, eles descobrem o sexo, e todas aquelas aventuras com as criaturas da ilha passam a ser menos interessantes. Têm um bebê e ficam cheios de dúvidas porque não tiveram alguém para lhes dizer como uma criança pôde ter saído de dentro de Emmeline.  Mas um dia o bebê come o fruto da baga escarlate e o casal crê que ele morreu. Sofrendo muito Richard e Emmeline se decidem por comer do fruto também para se juntar ao filho. Só que ao contrário do que se esperava, o menino sobrevive e o barquinho onde estavam acaba por ser encontrado por um navio e aí a história recomeça, pois o tal navio leva uma senhora chamada Sarah e sua filha Lili que também naufragam, não antes de adotar o filho de Emmeline e Richard.



4. Velocidade Furiosa 7
Já falei sobre o filme quando o fui ver ao cinema portanto não tenho muita coisa a acrescentar. Todos conhecemos o teor de Velocidade Furiosa. É um filme espetacular que, no fim, devido ao sucedido com Paul Walker, muda completamente de figura, passa de um filme de ação para uma emoção tremenda. Se quiserem ler o post cliquem aqui. :)



5. A Lenda de Tarzan
(Razão pela qual não houve post na semana passada xD)
Sem dúvida um dos melhores filmes que já vi até hoje! Quem me conhece sabe que o meu ator favorito é o Alexander Skarsgard logo foi a melhor combinação que podiam ter feito em A Lenda de Tarzan! O filme não tem muito a ver com aqueles aos quais estamos habituados em desenho animado, este tem ação, tem sentimento! Não vou fazer nenhum spoiler, pois acho que nada é melhor que ir ver A Lenda de Tarzan ao cinema. Infelizmente no cinema onde fui não tinham em 3D, mas se onde vocês forem tiver aconselho vivamento a vê-lo a 3 dimensões. Já para não falar que o Alexander está cada vez mais gostoso :3



6. Fora de Alcance
Amo filmes de "porrada" e o Steven Seagal é dos atores que mais gosto de ver a interpretar este tipo de papeis.
Fora de Alcance acaba por ser não só um filme de ação como também de comédia (mais ou menos), a verdade é que este filme nos acaba por fazer rir, pois assistimos a cenas de pancada que se fossem na vida real morreríamos instantaneamente.
Julgo não haver muita coisa a dizer visto que os filmes do Seagal são super conhecidos. Teor: Ação e mais ação, na maioria dos filmes.



7. The Game Plan
Uma palavra: fantástico!!
Joe Kingman é um famoso quaterback da equipa de Boston, que está em plena disputa do campeonato. Joe é um solteiro convicto, que gosta de usufruir da fama e da riqueza que possui. Até que conhece Peyton, a sua filha de 7 anos que até então não sabia que existia, resultado de um último encontro com a sua ex-esposa. Peyton passa a morar com Joe, o que faz com que ele tenha que se dividir entre treinos, festas e aulas de balé clássico, além de outras atividades às quais não está habituado.
Acho que não podiam ter escolhido melhores atores para interpretar os papeis de Kingman e de Peyton!!

terça-feira, 19 de julho de 2016

Novidades e etc...

Oláá, bem sei que tenho andado desaparecida, mas os últimos tempos têm sido uma confusão.
Primeiro, foi o final das aulas, depois os exames e entretanto tive que andar de um lado para o outro por causa das notas dos exames e de pedir as cenas para a candidatura para a universidade.
Ok, para começar: final de aulas... Well, foi ótimo!!! Finalmente vou-me ver livre desta escola forever, tenho a pequena noção de que ainda vou ter algumas saudades, afinal foram muitos anos lá e apesar de todos os momentos maus também houve bons. Ah, não posso esquecer o Baile de Finalistas!!! Foi perfeito, não tanto a parte do jantar, mas a parte da festa. Ele que não quis ir comigo ao baile (remember?) esteve praticamente a festa toda comigo e com o meu par, estivemos tão abraçadinhos a dançar, foi tão bom!!
Segundo, os exames... Apesar do exame de Matemática me ter corrido mal consegui ter nota para deixar a disciplina feita. E ainda consegui os exames de Biologia e Português como Provas de Ingresso.
Agora em relação à candidatura, ando completamente passada com a escola, primeiro eu já acho uma estupidez por natureza termos que pagar a Ficha ENES porque precisamos mesmo dela para nos candidatarmos à universidade, depois, eu quero aproveitar o direito que tenho à Preferência Regional e ninguém me informou que eu tinha que dar isso a conhecer quando fosse pedir a ficha ENES e agora como é óbvio tenho que voltar lá à escola, mas eu recuso a pagar por outra folha só porque suas excelências não sabem fazer o trabalho que lhes compete em condições.
Well, acho que já deu para falar um pouco de tudo o que se tem passado na minha vida, entretanto agora vou terminar o novo post da nova rubrica semanal do blog, que no Sábado tive a oportunidade de completar os pormenores que faltavam.
Beijão*

segunda-feira, 11 de julho de 2016

➳ 7 weeks 7... Não vai sair esta semana

Olá olá!!!! 
Só vim um bocadinho para dizer que esta semana não poderá sair o novo post de ➳ 7 weeks 7. Pela simples razão de que me faltam uns pequenos pormenores para poder terminar o post, portanto só na próxima semana poderá sair a nova publicação da rubrica. 
Sei que hoje não é muito mas pronto, peço desculpa mais uma vez!

quarta-feira, 6 de julho de 2016

➳ 7 weeks 7 songs

Oi oi, o segundo post desta nova rubrica do blog é sobre as minhas músicas favoritas e aquelas com que mais me identifico.


1. Warrior - Demi Lovato
Não é que seja a minha música favorita mas é sem dúvida aquela com que mais me identifico, talvez devido à minha história, I don't know... Amo a música, é quase como se a Demi a tivesse escrito especialmente para mim (sonhando ahahah). Agora a sério, tem uma letra bastante forte e pode ser interpretada das mais diversas formas.


2. Living in Sin - Bon Jovi
Living in Sin faz parte das minhas paixões, é das músicas que mais amo do Bon Jovi, adoro o videoclip e a interpretação que se pode fazer não só da letra mas também do modo como está realizado o vídeo da música. É-nos contada a história de um amor proibido, pois os apaixonados estão a viver em pecado (traduzindo a letra), apesar de, para eles, ser considerado amor. 


3. You Raise Me Up - Martin Hurkens
Bem sei que You Raise Me Up não é um original de Martin Hurkens, mas é a versão que mais gosto e que mais me faz emocionar. É uma música que tem um grande impacto para mim, é muito forma a forme como é cantada, faz-me lembrar que haverá sempre alguém que me fará continuar a lutar pelo que mais amo, no meu caso, acredito que seja o meu avô.


4. I'm not Gonna Miss You - Glen Campbel
Esta música contém uma letra que causou uma grande emoção para mim quando o meu avô piorou do Alzheimer. A forma como a interpreto é como se tudo o que ela transmite fosse o que o meu avô diria se tivesse a noção do que se estava a passar. Já falei dela num outro post, não tenho muito para dizer em relação a esta música, apenas que é uma das que mais emociona devido ao que significa para mim.


5. Bed of Roses - Bon Jovi
Quem não ama Bed of Roses? Impossível não nos apaixonarmos pela letra, pelo videoclip, pela própria melodia! É uma música muito pessoal para o Jon, pois nela expõe muitos dos problemas que estava a enfrentar no momento. O primeiro verso reflete o que o Jon estava a sentir enquanto ele tentava escrever isto. Ele estava gravemente ressacado da noite anterior, mas tinha um piano no seu quarto de hotel e estava determinado a escrever algo. Na linha "While my mistress she calls me to stand in her spotlight again", "Mistress" é a indústria musical e o palco. "Spotlight" é a imprensa. Ele diz que a música é a sua "amante" para mostrar o que é uma emoção, mas também algo que talvez não lhe vá fazer nenhum bem.


6. Hopeful - Bars and Melody
Eu A-M-O esta música, faz-me refletir tudo o que já passei em relação ao bullying, aliás a letra é mesmo sobre este problema, o que faz com que eu me identifique imenso com ela. Não tenho palavras para falar sobre o significado que ela tem na minha vida, mas julgo também não ser preciso tê-las, acho que a letra da música fala por si mesma.


7. In Love - David Carreira
Bem, devem estar a pensar que sou louca, afinal passar de cantores como o Bon Jovi para David Carreira não será muito normal para muita gente, mas digamos que eu sou uma pessoa com um gosto musical que abrange os mais variados estilos de música. In Love é daquelas músicas que nos transmite paixão quase automaticamente, a sua história é quase perfeita e o videoclip é sem dúvida um dos meus favoritos.

quarta-feira, 29 de junho de 2016

➳ 7 weeks 7 series

No primeiro ➳ 7 weeks 7... vou falar sobre as séries que mais gosto  e fazer um pequeno apanhado sobre o que cada uma delas trata.


1. Supernatural
A melhor série é sem dúvida Supernatural! O genérico da série é o clássico Carry On My Wayward Son dos Kansas, que quando toca é capaz de causar arrepios a um verdadeiro Hunter.
Supernatural retrata a história de dois irmãos, Sam e Dean Winchester, que viajam pelos USA num Impala 67 preto enquanto resolvem casos de calibre sobrenatural e caçam as mais diversas criaturas como fantasmas, demónios, vampiros, etc etc. Ao longo da série contamos com vários elementos com origem em lendas urbanas, crenças comuns e mitologia antiga. Cada season trata um tema diferente o que faz com que Supernatural não perca o interesse. (Ah e óbvio que o facto de os rapazes serem bem giros também ajuda néé). E é claro que não podemos falar se Supernatural sem mencionar o seu lema "Saving people, hunting things, the family business"

 
2. True Blood
True Blood, para mim, já foi a minha favorita de todas, confesso que a última season da série estragou um pouco toda a sua perfeição, mas não é por isso que deixei de ser uma Trubbie. A música do genérico é Bad Things de Jave Everett.
O universo ficcional retratado em True Blood baseia-se no facto de que os vampiros (e outras criaturas sobrenaturais) estarem a viver entre nós, sem o conhecimento da maioria dos seres humanos, até dois anos antes do premier série, quando a criação de sangue sintético ("True Blood") por cientistas japoneses permitiu aos vampiros saírem do caixão e revelarem a sua existência para o mundo na base de que eles não precisam mais de se alimentar dos humanos para sobreviver. Ao longo da série, podemos ver também outros seres sobrenaturais, entre eles metamorfos, lobisomens, fadas, bruxas e uma "maenad" (não sei traduzir xD).


3. Pretty Little Liars
A minha terceira série é Pretty Little Liars, onde  Spencer, Aria, Hanna e Emily recebem ameaças de alguém prestes a desvendar todos os seus segredos. Tudo começa quando Alison, a "chefe" do seu grupo de melhores amigas, desapareceu sem deixar rasto. Alison fez-lhes acreditar que os seus segredos as uniriam, mas o que acontece é o contrário. Em Rosewood todos parecem esconder algo. Com o mistério em torno do desaparecimento de Alison, Aria muda-se e, depois de um ano, retorna à cidade. A partir desse dia, quando estão todas “juntas” novamente, as raparigas começam a receber mensagens de “A.”, contendo coisas que apenas Alison sabia, o que as faz pensar que esta ainda estaria viva, além de várias ofensas. No inicio ficamos confusos sobre o facto de poder ou não ser Allison, mas, com o decorrer da série, são-nos apresentados vários suspeitos. É este mistério todo que ronda as 4 amigas que faz com que fiquemos agarrados à serie, pois queremos sempre saber mais e principalmente queremos descobrir quem é "A.".


4. How To Get Away With Murderer
How to get away with murder é uma série dramática e cheia de suspense, muito suspense e mistério.
Inicialmente, quem nos guia é Wes Gibbins, um aluno que chega à universidade um pouco perdido, mas que acaba por ser um dos escolhidos de Annalise. Cada episódio foca um determinado cliente que Annalise, e o seu grupo de alunos, Wes, Asher, Connor, Michaela e Laurel, e os seus sócios precisam de arranjar uma maneira de inocentar. Entretanto, o grupo de alunos, com exceção de Asher, (e, mais tarde, a própria professora) acaba envolvido num caso de assassinato, que vai sendo explicado com o decorrer de cada episódio, precisando de provar a própria inocência. Nesse momento de tensão, as diferenças e semelhanças dentro do grupo ficam ainda mais evidentes.
O que nos faz viciar em How to get away with murderer é a forma de como o peso de um crime hediondo impacta na vida de cada um deles, mudando as suas maneiras de pensar e agir, acabando por criar, assim, entre eles uma ligação inevitável.


5. Ravenswood
É um spin-off de Pretty Little Liars, com apenas uma temporada, que foi criada com o intuito de nos explicar o porquê de Caleb ter ficado em Ravenswood, uma cidade ao lado de Rosewood, que acaba por dar nome à série.
Tudo começa quando Hanna pede ao seu namorado, Caleb, para ficar em Ravenswood para ajudar Miranda, uma rapariga que perdeu os pais muito pequena e que, pela primeira vez, verá um tio desde o enterro dos seus pais. a desvendar os mistérios que a envolve a ela e também ele. Ao passarem por um cemitério Caleb e Miranda vêem lápides com os seus nomes e com fotos de pessoas parecidas com eles, mas ao que parece de uma década diferente. Eles não imaginam o que vão passar nesta misteriosa e muito sinistra cidade. E terão que ter cuidado com sua vida, dado que essa cidade tem uma maldição muito antiga que afetará e envolverá Caleb, Miranda e mais três adolescentes que iremos conhecer no decorrer da série.
Ravenswood é uma série que nos envolve de forma quase automática com os seus mistérios, e torna cada episódio especial, pois deixa-nos curiosos quanto ao destino dos adolescentes, que terão que lidar com forças sobrenaturais dessa curiosa maldição.


6. American Horror Story
AHS é daquelas séries que depende muito do tipo de season para se gostar. Não vou fazer propriamente um apanhado da série completa, pois cada season trata um novo tema, vou, portanto, dizer algo sobre as duas seasons que mais gostei, Asylum e Hotel.
Asylum tem como tema a saúde mental. Maior parte das cenas passam-se numa instituição mental que é controlada pela freira Jude e pela Irmã Mary Eunice... Chama-se Briarcliff e foi fundado por Timothy. A jornalista Lana queria entrevistar todos e acaba por ser internada também, em seguida junta-se a Kit e tentam escapar juntos. E é óbvio que que não se fala desta temporada sem falar da música "Dominic Nic Nic" que, apesar de ser extremamente irritante, fica no ouvido.
Hotel foi construído por James March (um serial killer que justifica os seus assassinatos com os Dez Mandamentos), na década de 1920. O hotel está cheio de passagens macabras cheias de câmaras de tortura onde ele matava os clientes. Na atualidade o hotel é gerido pela Condessa que que se alimenta de sangue junto com seu amante Donovan com a ajuda dos funcionários Iris, mãe de Donovan, e Liz Taylor. O hotel também tem o poder de prender a alma das pessoas que lá morreram, como é o caso da viciada Sally. É claro que não nos podemos esquecer do policia John Lowe, que tem um papel importantíssimo nesta season (e se quiserem saber o porquê terão que ver a temporada xD). O meu personagem favorito foi sem dúvida a Liz!
 

7. Teen Wolf
Teen Wolf, para ser sincera, para mim só começou a tornar-se assim mesmo interessante a partir da 3ª season, opah não me perguntem porquê, apenas achei as duas primeiras temporadas um bocado "sem sal".
Continuando, esta séria começa por retratar a vida de Scott, um jovem que foi mordido por um lobisomem, Dereck Hale, e com isto tem que lidar, com a ajuda do seu amigo Stiles, com todas as transformações derivadas da mordida. Depois, temos ao longo das temporadas, a entrada e saída de novos personagens, o que torna a série mais interessante. Ao longo da série ficamos a conhecer várias criaturas sobrenaturais e os seus poderes, desde lobisomens, passando por uma banshee, até aos dread doctors (que fazem parte do tema central da season 5).

sábado, 25 de junho de 2016

➳ 7 weeks 7...

Lembram-se de vos ter falado que estava a preparar uma rubrica de modo a que o blog não estivesse tão parado durante o verão?

Pois bem, a partir desta semana, todas as quartas-feiras, durante 7 semana, irá sair um novo post com o nome ➳ 7 weeks 7..., onde as "..." serão substituídas pelo tema da semana.
Basicamente os temas que irei abordar nestes posts serão os meus favoritos, tudo aquilo que mais gosto de ver, fazer, ouvir, vestir, etc etc...

O tema de cada post será surpresa a cada semana, ou seja, se quiserem saber quais os meu favoritos da semana terão que abrir o blog e ler. xD

♥ One of my passions - Tumblr


Uma das coisas que mais amo é a arte da fotografia, daí adorar navegar pelo tumblr, as imagens são tão perfeitas. ♥ 
Este é o meu tumblr, por causa da escola e dos exames já fazia algum tempo que não o atualizava... Mas sempre que tenho um bocadinho não perco a oportunidade de lá ir espreitar e reblogar alguma imagem. 
Já devem ter reparado que muitas das imagens que utilizo no blog são retiradas do tumblr, ora isso deve-se ao que já disse, as imagens são perfeitas!! Não interessa o que esteja a pesquisar, antes de tentar o google, vou sempre primeiro ao tumblr, pois é lá que encontro as melhores imagens.

Se me quiserem seguir no tumblr, já sabem :) http://t-h-e-m-o-o-n-g-i-r-l.tumblr.com/

sexta-feira, 24 de junho de 2016

#28


Admito que Wanted Dead or Alive é a música que menos gosto deles, mas desde que ouvi o "cover" dos Winchester passou a soar de outra forma ahahahhah

Exams

Oi oi, sei que tenho andado muito ausente, demasiado até, mas é apenas porque não conseguia mesmo preparar nada para postar no blog. Porquê? Exames e mais exames, as ultimas semanas tem sido só estudar, não tenho feito quase mais nada. 
Mas whatever, ontem fiz o meu ultimo exame (I hope), Matemática A, o que lixa a vida a muita gente. Correu-me mal, mas já estive a fazer as contas e acho que me safei, mesmo assim sei que convém continuar a estudar, pelo menos até saírem as notas, pois como elas só saem 2 semanas antes da 2ª fase dos exames, torna-se complicado depois estudar só aquele tempinho. Mas pronto, acho que já vou estar mais livre, afinal se tiver que ir à 2ª fase, já é só um exame que tenho para fazer.
Entretanto vou tentar começar a postar mais frequentemente, quero preparar uns posts para publicar semanalmente, tipo uma rubrica, de modo a que o blog nunca esteja tanto tempo sem publicações.
Enfim, acho que é isto, queria apenas pedir desculpa por não estar a dar muita atenção ao blog e justificar um pouco esta minha ausência, apesar de que acho que vocês sabem que estou em época de exames e devem saber como é.

quarta-feira, 1 de junho de 2016

Somos todos crianças

Quando era pequenina o Dia da Criança era um dia de festa, esperava ansiosa para que chegasse, era o meu dia! Hoje, não que já seja muito crescida, não que ainda seja assim, apenas não sou mais aquela menina ingénua e inocente, mas, apesar disso, não deixei de ser criança.
Sim, porque no dia em que deixarmos de ser crianças é porque morremos... No dia em que deixarmos de ser crianças, deixamos também de ser felizes. 
Não temos mais aquela inocência no olhar... Não temos mais aquela ingenuidade... Mas continuamos a viver! Para isso, é essencial que o espírito aventureiro da infância permaneça em nós, para continuarmos a ser felizes, temos que continuar a ter aquela criança dentro de nós e por muito escondida que ela esteja, um dia iremos deixá-la sair cá para fora!

domingo, 22 de maio de 2016

Somos o que Somos


Muitas vezes perguntamos-nos o que podemos fazer para agradar aos outros, eis uma resposta bem simples: NADA!
Nada do que tu faças vai ser suficientemente bom para que toda a gente fique contente. Nada do que faças é suficientemente grande para que consigas atingir todas as expectativas que tens ao teu redor. Todos esperam tudo de ti, mas ninguém é capaz de parar um minuto e perguntar se precisas de ajuda para que consigas agradar a meio mundo.
Podes ser a melhor pessoa do mundo e ninguém te vai notar. Fazes tudo para agradar e verás que serás apenas mais uma pessoa no mundo. Agora... Experimenta expressar-te, tentar dar uma opinião diferente, cometer um mínimo erro que seja e verás que já serás considerada a pior pessoa à face da Terra! Não adianta de nada fingires ser outra pessoa quando, no fim, se mostras algo que não esteja de acordo com os padrões da sociedade, vais acabar por ser "a má da fita".
Sê tu própria, não representes a vida como se vivesses em cima de um palco só com o mero objetivo de agradar quem te rodeia. Faças o que fizeres vão sempre criticar. Por isso, vive a tua vida e ignora as críticas, quando estas são feitas com o mero interesse de te inferiorizar ou de te prejudicar.
Somos o que somos e nunca seremos capazes de agradar a meio mundo. Mas... Para quê agradar a meio mundo? Para quê fingir ser quem somos para depois não sermos felizes no interior? Não te serve de nada agradar a meio mundo se  quando caíres ou quando precisares não vais ter ninguém que se preocupe verdadeiramente contigo.
A sociedades é feita de padrões estabelecidos que querem que todos cumpramos. Mas, esquecem-se que é exatamente por sermos o que somos, que é por quebrarmos esses mesmos padrões, que o mundo poderá evoluir e chegar a algum lado!

sexta-feira, 13 de maio de 2016

O Olhar


Todos nós somos capazes de perceber quando algo não está bem através de uma simples troca de olhares ou, pelo menos, deveríamos ser capazes de o fazer... O olhar desempenha um papel importantíssimo nas nossas relações com as pessoas que se cruzam connosco.
O olhar é capaz de codificar até o mais profundo e obscuro dos sentimentos. O olhar mostra tudo o que o coração não mostra mas... Será que todos serão capazes de saber isso? Será mesmo que todos nós seremos capaz de manter no olhar aquilo que não temos coragem de dizer? Eu, acho que sim, afinal conseguimos controlar o que dizemos, mas não o que sentimos e daí não conseguirmos controlar o modo como olhamos em certas ocasiões.
Muitas coisas podem ser ditas no silêncio de um simples olhar ou de um desviar do mesmo. Não é que o valor das palavras seja menor, mas de que servem elas se, ao falar do que sentimos, não apresentamos um olhar sincero? Mais importante que comunicarmos através da voz é conversarmos através do olhar. Através dele exprimimos os mais profundos sentimentos.
Quando somos crianças o nosso olhar transparece inocência e ingenuidade. À medida que vamos crescendo começamos a notar no olhar diferentes emoções, talvez emoções que no passado teríamos conseguido falar delas, mas não agora. Agora... Agora tudo é diferente, tens um olhar diferente, olhas para as coisas como nunca olhaste, notamos no olhar de cada um um brilho diferente, já não é aquela inocência do passado, é algo mais.

Olhos
Vale tê-los
Se, de quando em quando
Somos cegos
E o que vemos
Não é o que olhamos,
Mas o que nosso olhar semeia no mais denso escuro.
- Mia Couto

segunda-feira, 9 de maio de 2016

A Guerra


A guerra existe desde sempre mas, atualmente, com a comunicação social, temos acesso a muito mais informação acerca das suas causas e do impacto que esta tem sobre o mundo.
De facto as causas da guerra já são conhecidas por todos. É a necessidade de dominar novos territórios e são ainda as diferenças culturais, políticas e religiosas. Temos o exemplo da 1ª Guerra Mundial cuja causa foi, sem dúvida nenhuma, a ânsia de poder por parte dos governantes de cada país que, quanto mais têm, mais querem. 
Assim, em sequência disto, provoca-se a destruição devastadora de territórios inteiros e a morte de milhares de pessoas inocentes, por causa de conflitos que não são os seus, causando, deste modo, o sofrimento de inúmeras famílias sem a menor culpa destas guerras. A dor, o medo e as inseguranças vividas diariamente impedem famílias inteiras de viver uma vida estável, pois, privadas de bens de primeira necessidade e de cuidados médicos e, muitas vezes, se não querem morrer, são obrigadas a fugir para outros países, aumentando, assim, o número de refugiados, que é o que acontece na Síria.
Em suma, apesar de todos os esforços feitos para se acabar com este terrível problema que é a guerra, poucos sinais de mudança observamos. Enquanto o valor comercial das armas usadas nesses conflitos for mais importante que os valores que defendem a Humanidade vai ser muito difícil encontrar a “Paz Mundial”.

Texto argumentativo que produzi, no âmbito da disciplina de Português, para o meu caderno de escrita, seguindo indicações que a minha stora nos deu. Em relação à imagem, escolhi esta, porque me sensibilizou o facto de observarmos uma criança "fardada" com uma rosa na mão provavelmente para deixar na sepultura onde faz continência, talvez, em homenagem ao seu pai que morreu em combate,

domingo, 1 de maio de 2016

#Especial Dia da Mãe


Primeiro que tudo quero pedir desculpa por andar tão ausente, mas as últimas semanas têm sido um tanto complicadas. Entretanto fez 1 ano que perdi o meu avô e esse dia então foi uma beca dificil, o que me valeu foram os meus amigos Verdadeiros que me animaram sempre! 
Mas whatever, hoje é um dia especial, hoje é Dia da Mãe!! E apesar de todas as adversidades que eu e a minha possamos ter, sei que ela está lá sempre, que faz qualquer coisa para me ver bem, independentemente das enormes discussões que tenhamos.
Eu amo-a com todos os seus defeitos! Ela é a melhor mãe que eu podia desejar, apesar da "superproteção" toda, sei que ela só faz isso para o meu bem, quer dizer ela pensa que é o melhor para mim, mesmo que por vezes isso me possa deixar fula por dentro, mas tenho a noção de que ela apenas não me quer ver magoada. Eu sou tudo para ela!
Não vos quero roubar muito tempo e, sinceramente, se me fosse aqui por a falar da minha mãe não haveriam palavras suficientes para descrever o quanto eu a amo e o quão agradecida estou por ser ela a minha MÃE!!
Amo-a mais que tudo na vida, por ela faço tudo!! 

segunda-feira, 11 de abril de 2016

Abril está uma merda

AIIII hoje estou tão irritada caralho!!!! Estou farta, Abril ainda só agora começou e já está uma merda... É só merdas para pagar da MEO, primeiro, de 3 dias que estive em Madrid recebemos quase 140€ para pagar do roaming, 3DIAS!!!! Mas pronto, o serviço foi utilizado, até aí, apesar de ser um exagero autentico, usei o serviço. Depois foram 161€+IVA que eles disseram que tínhamos que pagar por se ter utilizado, supostamente, os dados moveis no estrangeiro, coisa que não foi usada, foda-se nós sabemos que fica mega caro por isso não usamos nada dessas merdas quando estamos fora, principalmente porque na Suíça nós temos um número de telemóvel e internet, não preciso da porra do serviço de Portugal, mas a MEO insistiu que foram utilizados, ai que caralho...... 
A minha mãe desistiu do serviço deles e hoje vieram cá a casa instalar o serviço da NOS, pronto até aí tudo bem, a merda foi quando ela à pouco foi á loja da MEO para devolver os equipamentos e eles dizem que não pode ser, pois como no ano passado eles fizeram a puta de uma oferta qualquer, o serviço tinha ficado fidelizado por mais 2 anos (isto em Julho de 2015), logo a minha mãe supostamente agora tem que ficar a pagar a merdinha da oferta deles até Julho de 2017, que são cerca de 15€ por mês, multiplicando por 16 meses, fica cerca de 240€. Really estou mesmo fodida com eles.
Opah, peço desculpa o meu tipo de linguagem no post de hoje, mas eu estou mesmo irritada com esta merda toda e eu quando me irrito, quando não expludo, sou assim. Mais uma vez desculpem lá qualquer coisinha e também por andar tão ausente!

terça-feira, 22 de março de 2016

Perfect Day

HEYYY!!!!!
Well, hoje tive um dia simplesmente PERFEITO!! Estou na Suíça e pela primeira vez tenho uma grande amiga minha de Portugal de férias na mesma zona que eu, resultado: combinámos passar o dia juntas hoje e resumindo e concluindo, por onde passámos divámos com tudo! AHAHAH
Acordei cedo, sacrifício mesmo, mas valeu a pena. Há muito tempo que não me divertia tanto. Really, fartámos-nos de andar, de falar, de rir, sei lá... Falámos sobre tudo, rimos só de olhar, vimos gatos, sim, gatos mesmo gatos tão gatos, aiiiii my God.... Só de me lembrar. Há tanto tempo que não via gajos tão lindos, em Portugal não temos rapazes assim. Porquê?? Nós chegámos a um ponto em que andámos ás voltas na secção da roupa de homem, numa "loja" que há aqui, só porque os gajos eram lindos. Depois, só riamos, pensávamos o quão bom era ninguém nos conhecer ahahah, passámos muito bons momentos hoje. É pena é não dar para repetir, ela já vai embora na segunda e até lá por causa da Páscoa e tals não temos muito tempo disponível, mas no fundo, nem faz assim tanto mal, afinal aproveitámos o dia ao máximo!
Agora, como não posso mostrar-vos fotos dos gatos que vimos hoje, fiquem por aí com este gatinho... (lolix)

segunda-feira, 21 de março de 2016

Valoriza-te Princesa...


Esta é uma reflexão que podia ser tua… mais do que podia, DEVIA ser tua! Porque tu és como és e precisas de te valorizar antes de mais para que os outros também o possam fazer… ♥

“Pois é, aprendi a valorizar-me.

A valorizar quem sou, do jeito que sou, sendo, simplesmente, eu. Reconheço os meus defeitos e os meus erros, aprendo com eles, sem dúvida que sim, mas sei também as minhas virtudes … e quando não sei, há quem me as diga, quem me as mostre, porque os verdadeiros estão comigo, do meu lado, sempre na tentativa de me fazerem ver o meu valor.

Não, não sou a mulher perfeita nem tão pouco estou perto de o ser mas vivo bem com isso. Quem realmente gosta de mim, gosta de mim como eu sou, sem máscaras nem disfarces, sem tentativas falhadas de ser o que não sou. Não tenho corpo de modelo nem cara de boneca de porcelana, nem quero ter. Não tenho cicatrizes, tenho marcas de guerra, dos obstáculos pelos quais já passei e derrubei, tenho marcas das lutas que ganhei, umas na pele outras no coração mas gosto delas.

Sou feliz em ser quem sou, em vencer as minhas próprias batalhas, em fazer de tudo para me superar a mim mesma, a cada dia que passa. Se há alguém a quem quero vencer, esse alguém sou eu, procuro todos os dias tornar-me melhor, superior … não aos outros mas sim ao que fui no dia anterior, porque sei que consigo. Orgulho-me de mim mesma, do que consegui no final de cada luta, orgulho-me das minhas conquistas. Por vezes sinto-me uma verdadeira guerreira, não sou de desistência fácil.

É tão bom gostar de mim, sentir-me bem comigo mesma. É tão bom saber amar-me antes de amar alguém. Não sou mais nem menos que ninguém, mas sempre ouvi dizer: ”se eu não gostar de mim, quem gostará” e tento então, todos os dias, pôr isso em prática.”

- Inês Sofia - Estórias de alguém 

#27

#Angélico


Venho falar-te de um sentimento que todos guardamos no peito, a saudade do teu jeito. És o menino dos nossos olhos, sorriso malandro, gingar africano. És pirata do bem, com força de guerreiro e coração de gigante. És paixão, desejo, és alma pura e doce que toca directo no coração. Não perguntes porque choramos, porque sorrimos, é saudade do teu jeito. Dessa vontade de viver, de vencer, dessa maneira de ser. Acreditas na amizade. Acreditas no amor. Acreditas em muitas outras coisas. Nós acreditamos em ti. Somos teus eternos fãs. Hoje e sempre pintamos o céu de azul-turquesa, para cumprires o teu sonho de voar...
- TVI
Já lá vão quase 4 anos... :s

quinta-feira, 17 de março de 2016

Estejas onde estiveres


Se estivesses cá farias hoje 83 anos... Faz-me tanta confusão não te poder ligar a desejar-te os parabéns, não te poder abraçar neste dia, não poder ouvir a tua voz. Causa-me uma enorme tristeza nunca mais poder partilhar contigo as felicidades deste dia. Não poder ligar-te de manhã, ouvir a tua voz. Não poder chegar a tua casa e dar-te um abraço bem grande.
Tenho saudades tuas. Tenho saudades dos teus abraços calorosos. Do teu olhar meio. Do teu sorriso. Do teu rir. Da tua voz. Enfim... Tenho saudades de tudo aquilo que tu eras (e vais sempre ser)! Sei que não ias querer ver-me triste. Mas eu juro que é quase impossível não ficar triste neste dia em que devias de estar aqui ao meu lado. Neste dia em que quem apagava as velas não eras tu mas sim as tuas netas. Tenho saudades de tudo o que fazia contigo.
Sabes bem quem és e o que significas para mim. Ficou tanta coisa por dizer. Tanta coisa por fazer. Tantos aniversários por celebrar. Ao perder-te e ao perceber que nunca mais iria passar este dia contigo, parte do meu coração fica vazio. Sinto um vazio enorme por não ter a capacidade de poder falar contigo. 
Passei o dia a pensar em ti. Liguei-te. Mas tu não atendes-te. Voltei a insistir. Voltas-te a não atender. Os meus olhos encheram-se de lágrimas. Como é possível? A vida não é justa! Devias de estar aqui. Desvias de atender o telemóvel para eu te poder felicitar por mais um ano. Eu devia de poder abraçar-te. Trago-te no peito sempre, mas hoje mais do que nunca desde que te perdi senti aquele aperto, aquele vazio. Vazio esse impossível de preencher.
Hoje devias de fazer mais um ano. Mas não fazes. Hoje era o teu dia! Como não tenho o poder de te trazer de volta. Como é impossível poder falar-te. Poder abraçar-te. Desejo-te um Feliz Aniversário, onde quer que estejas, espero que estejas a divertir-te!
Da tua "salta-pucinhas" com eterna saudade,
Beijão meu avôzinho mais querido!

terça-feira, 15 de março de 2016

Para Sempre Nicolau Breyner!

Descanse em paz! 💔
Ontem Portugal perdeu um grande Homem, um homem daqueles com H grande! Sempre admirei o Nicolau Breyner,não só pelo seu trabalho, mas principalmente pela pessoa que era. Foi um choque para mim quando liguei a televisão e li "Nicolau Breyner 1940-2016", não quis acreditar, pareceu surreal... Não tenho palavras para descrever o meu choque, não quero sequer imaginar como as pessoas que privavam com ele no seu dia-a-dia. 
O país, Portugal, ficou mais pobre, desde que se soube desta triste noticia que não se houve falar de mais nada senão na grande Pessoa que partiu, palavras daqueles que tiveram o grande privilégio de privar com Nicolau Breyner, vê-se também muita emoção, muitas lágrimas! É recordado por todos como sendo uma pessoa muito amável.
Sempre notei no seu olhar um grande carinho, uma meiguice enorme, uma simplicidade tremenda. Simplicidade essa que poucas pessoas conseguem transmitir. Hoje ouvi dizerem "O Nico era uma estrela sem o ser", interpreto esta frase e justifico-a exatamente com a sua simplicidade. Sempre preocupado com os outros, sempre disposto a ajudar e principalmente sempre muito divertido! Todos dizem que quando se estava perto dele era impossível não se rir. 
Portugal perdeu um grande Homem mas sem o perder, pois, Homens como o Nicolau Breyner nunca morrem!

segunda-feira, 14 de março de 2016

#26


Hoje chorei e sei que ainda vou chorar, mas eu juro que (hoje) será a última vez que uma lágrima minha cairá por culpa dele!! Eu mereço e quero ser feliz. Não posso mudar o que sinto, mas posso (tentar) controlar a forma como as atitudes dele me afetam. Já chega! Estou farta de sair magoada, ele sabia e mesmo assim fez o que fez. Será a última vez que ele me magoa. Já chega! Acabou! Se tenho pena? Sim, tenho muita pena mesmo! Mas chega de esquecer, fartei, cansei...
Ele não merece as minhas lágrimas, quero mais é que se foda!

sábado, 12 de março de 2016

Sou gorda sim, porque não?

"Poucas mulheres afirmam que não se importam com o facto de estarem gordas, mas são poucas as que realmente o aceitam. Mas a realidade é que dizer que se está mais gorda, mais cheia, mais volumosa, não é fácil para ninguém. Principalmente quando se comparam os corpos das colegas com os nossos. Principalmente quando se olha para o espelho. Principalmente quando se tenta vestir as roupas que a gente um dia vestiu. E mesmo quando se aceita que estamos gordos ou que somos gordos não é fácil para ninguém.

Sempre pensei que fosse uma pessoa que nem fosse feia nem bonita, que fosse uma pessoa como todas as outras, que apenas passa-se de despercebida no meio da multidão. E o facto, é que me sentia confortável assim.
Nunca disse a mim mesma que era gorda, mesmo começando a sentir o meu corpo a ficar mais volumoso. Apenas pensava “se eu tenho as pessoas que quero a meu lado, se eu consigo seduzir um homem, é porque estou bem comigo mesma e com o meu corpo”. Até que foi aí que eu descobri. Olhei-me no espelho e reparei que o meu corpo estava bem mais volumoso que o normal. Apenas, me achei gorda de mais. Senti-me como se estivesse a ocupar mais espaço do que o habitual, e aquilo incomodou-me.

Andei meses a engolir aquilo, porque dizer que se é gorda é simples, mas dirigir aquilo e senti-lo na pele, deixa de o ser.

Eu olhava para as minhas amigas – sendo elas magras, gordas, pequenas, grandes, com cabelo pintado ou ao natural – e simplesmente não me conseguia encaixar. Não conseguia entrar na minha zona de conforto e de bem estar comigo mesma. Mas comecei a meter as infelicidades de baixo do tapete e a esconder-me nas roupas largas.

Mesmo assim ouvia comentários de familiares e de amigos sobre a gordura em excesso que eu tinha no meu abdómen. Mas não era fácil, afinal nasci no meio de uma sociedade que usa manequins como moda. E eu sei que quem falava apenas queria o meu bem, mas terá sido só isso… Ou era apenas gordofobia?

A nossa sociedade é montada num esquema muito antigo que se baseia no controle do corpo das mulheres. Porque se um homem for gordinho, é normal e raramente alguém comenta tal coisa. Agora se for uma mulher… Ouvem-se muitas facadas em apenas simples comentários.

O meu corpo é grande, sendo eu magra ou não. Mas o mundo gordofóbico dá numa de comentar o corpo de toda a gente. As pessoas simplesmente se sentem à vontade de opinar sobre o teu corpo, sem que tu sequer o peças.

O facto é que eu mudei, as pessoas mudam.

Eu comecei a trabalhar, a sustentar-me e a estar com pessoas que realmente gostam de mim pelo que sou e não pelo meu corpo. Fiquei livre, até livre para ser gorda se eu quisesse e o facto é que eu nunca me senti tão bonita como hoje sinto, com vinte anos de idade.
Precisei de 1 ano para me aceitar, de muito feminismo, de muito apoio de quem gosta de mim e de quem me aceita, mesmo, sendo gorda.

Se hoje eu me olho no espelho e quero mudar o que eu vejo ali, não é pelo meu pai, pela minha mãe, pelo olhar das pessoas da rua. É por minha exclusiva vontade. Eu, sozinha. Porque eu não tenho uma pressão externa que me obriga a me adequar a um desejo que não é meu. Se eu engordar 20kg hoje meus amigos vão continuar dizendo que eu sou linda. Tenho certeza. E eu serei. E o mesmo acontece se eu emagrecer 20kg.

Este texto não é para incentivar ninguém para mudar o seu corpo, muito pelo contrário.
Este texto é para mostrar que não devemos dar uma vénia para a sociedade e dizer que eles ganharam. Porque, se te sentes bem contigo mesma, não mudes por ninguém. Nem por opiniões e comentários de pessoas que não te conhecem verdadeiramente.

Hoje, eu sinto-me feliz e segura porque não é pelo meu corpo que eu conquisto amigos e inimigos. Não foi pelo meu corpo que eu conquistei o homem da minha vida, e, com quem estou há dois anos. As pessoas gostam de mim pelo que eu sou, simples assim.

O meu desejo é que as pessoas não sejam tão cruéis umas com as outras, principalmente desde a infância que essa é a fase de sermos felizes e não de nos sentirmos inseguros com nós mesmos ou com o nosso corpo.

Chega de meter minhocas nas cabeças das pessoas.
Chega"

- Micaela Bagagem

♥ One of my passions - Photography






Uma das minhas maiores paixões é a fotografia, onde quer que esteja, seja com a máquina seja com o telemóvel, se achar interessante arranjo forma de conseguir fotografar... O que eu mais gosto de fotografar? Adoro fotografar animais (em especial cães, como todos já sabem, são uma das minhas paixões). Mas, sem dúvida que, de tudo o que me aparecer à frente, se for interessante, se tiver um bom ângulo, vou ter uma boa foto. Já várias pessoas me disseram para investir nesta minha paixão, mas por agora ainda não quero isso, prefiro mantê-la como um hobbie, um dia mais tarde, I don't know, talvez invista.