segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Pensar o sentir

No outro dia uma amiga minha enviou-me uma mensagem a dizer que estava com dúvidas sobre o que sentia pelo boy dela, basicamente o que lhe estava na cabeça era a pergunta "Será que gosto mesmo de ti ou isto é porque temos necessidade de ter alguém?", mas pelo que parece ela e o namorado (também) só começaram a pensar nisto só lhe apareceu porque uns amigos deles acabaram e ele ficou super revoltado quando a outra rapariga enviou uma mensagem ao rapaz a pedir desculpa e a dizer que não gostava mais dele, e o boy desta minha amiga ficou com o medo de isto possa acontecer e que ele a pudesse magoar ou vice-versa.
O que eu lhe disse foi que nós podemos amar uma pessoa do fundo do nosso coração e que essa mesma pessoa pode ser tudo para nós, mas que somos novas, vão existir muitas paixões na nossa vida. Na adolescência vivemos o primeiro amor, o primeiro beijo e normalmente a primeira vez. É normal que por vezes estejamos apaixonados  por uma pessoa, mas que passados uns anos já não continuemos a sentir o mesmo, com os adultos também acontece.
E para ser sincera, se eles tinham a certeza do que sentiam antes desse casal se separar, porquê começar agora com as dúvidas? Têm é que aproveitar cada momento, não vale a pena pensar tanto no futuro, até porque às vezes é por esta razão que algumas relações acabam. Como disse no início, ainda somos novas, ainda temos muito para viver. Ela que aproveite os momentos como ele agora, afinal, o facto de ter acontecido com os outros não quer dizer que aconteça com eles...
E para dizer a verdade, esta conversa que tive com ela fez-me pensar se o que eu sinto por ele ainda se mantém igual, afinal nós agora com as ferias afastamo-nos, aconteceram várias coisas entre nós, algumas que me deixaram triste com ele, coisas que, enfim, coisas que marcam... Mas no fim de refletir a conclusão a que cheguei foi exatamente a mesma que tive em Outubro (apesar de, no blog, só o ter divulgado em Novembro), o que eu sinto por ele eu nunca senti pelo meu ex e eu pensei mesmo muito, pús lado a lado esta distância juntamente com os últimos acontecimentos e tudo o que de bom já aconteceu na nossa amizade, tudo o que já passamos juntos, e principalmente com o que eu sinto... A verdade é que,  nada do que possa acontecer de mal me consegue fazer esquecê-lo, pelo menos não agora, não sei o futuro e só sei que por agora apesar de querer tirá-lo do meu coração (não como amigo, porque isso já não sei como seria viver sem o ter conhecido) e manter a nossa amizade de sempre, sem estes sentimentos, apenas aquela união que sempre tivemos e que ainda temos, afinal estamos de férias, cada um ter andado ocupado com tudo e mais alguma coisa, ele ia ao estrangeiro nestes dias, é normal que esta distância existisse, mas julgo que no começo das aulas ela volte a desaparecer... 

quinta-feira, 27 de agosto de 2015

A Arte de Fumar

Fumar é uma arte que se torna cada vez mais popular na adolescência e este post tem como objetivo informar um pouco mais os jovens que fumam ou pretendem começar a fumar...


Fumar... Quais as razões para começar a fumar?

Há muitas razões pelas quais os jovens e mesmo pessoas mais velhas começam a fumar. Nos mais novos as principais razões são o fator curiosidade, por vezes experimentam, gostam e acabam por pegar, e a influência do grupo de amigos, começam a fumar só para serem aceites no grupo e para se sentirem "fixes" e superiores, mesmo que ás vezes não gostem do sabor. No que toca aos adultos, o fator curiosidade pode ter alguma influência, mas grande parte começa a fumar devido ao stress e aos problemas com que têm que lidar diariamente.


Mas essas pessoas não conhecem as consequências do ato?

Com as informações todas que há, claro que conhecem as consequências. Cancro do pulmão, da boca, da garganta, disfunção sexual, infertilidade, já para não mencionar também as consequências provocadas pelo tabaco no visual das pessoas. Mas é preciso lembrar que é possível diminuir estes riscos, não drasticamente, mas sempre é possível, praticando exercício físico regularmente, cuidar da alimentação e principalmente moderar a quantidade de cigarros que fuma diariamente, óbvio que se fumarem mais de um maço por dia nada consegue diminuir as consequências. Lembrem-se também que, apesar de nunca serem mencionados, o tabaco também apresenta alguns benefícios...


Benefícios? Quais?

Antes de mais, não quero incentivar ninguém a fumar, mas sim, existem alguns benefícios, pouco divulgados, mas existem pesquisas que provam que a nicotina tem efeitos positivos no cérebro, óbvio que não superam as consequências causadas pelo alcatrão e pelo monóxido carbono existentes no fumo do cigarro. Nenhuma outra substância legalizada consegue causar de imediato a mesma sensação de relaxamento e prazer. E, embora algumas pessoas digam o contrário, o tabaco parece melhorar a sensibilidade gustativa de algumas coisas, como o café e bebidas alcoólicas. Além disso, se fumarem, terão sempre uma boa desculpa para se aproximarem de alguém (para pedir fogo, por exemplo) e vice-versa. É claro que, como disse no inicio, nenhum destes benefícios apresenta um peso tão forte quanto as consequências causadas pelo tabagismo.



E tu, fumas? Se sim, qual o porquê e quando começaste?

Sim, experimentei o meu primeiro cigarro com 14 anos (quando me comecei a cortar), mas não comecei a fumar logo, dava um bafo de quando em quando mas nada de mais. Este ano, com 17 anos, é que comecei a fumar com mais regularidade. O porquê? Bem, tive curiosidade, experimentei e acabei por gostar, mas fumo porque gosto não para me incluir em algum grupo, até porque se o cigarro não me estiver a saber bem eu apago-o simplesmente.


Para aqueles que gostariam de começar a fumar, que marca sugeres? Tens alguma favorita?

Well, eu comecei com Chesterfield Red, que é, por norma, a marca pela qual grande parte dos jovens começam a fumar, pelo menos aqueles que eu conheço, mas não quer dizer que seja a tua primeira escolha. Neste momento para além do cigarro eletrónico, eu fumo 3 marcas, Chesterfield Blue, Marlboro Silver e Marlboro Gold, vou alternando entre as três consoante o dinheiro que tenho e o que me apetece, experimentei 5 ou 6 marcas de tabaco diferentes até eleger a "minha marca", mas sem dúvida que a minha favorita é o Marlboro Gold!!!


Muito bem... E como costumas travar e soprar o fumo? Consegues fazer anéis?

No que toca a travar, ainda não sou propriamente uma expert, ainda sou uma fumadora iniciante, portanto admito que por vezes ainda tusso quando o faço (ainda ando a "treinar"), mas quando consigo costumo travar com os lábios abertos, que é considerada a forma correta de o fazer. Normalmente quando é para soprar, costuma "sair" o (típico) cone, que é quando fazes um leve biquinho e sopras o fumo todo de uma vez, lentamente mas com vigor, num longo jato. Fazer anéis não é a minha especialidade (ainda), consigo fazer (não muito densos), mas nem sempre sou capaz...


Alguma dica para quem quer começar?

Primeiro que tudo, se for para começar a fumar ou se já fumam, façam-no porque querem e gostam e não para serem "fixes" e serem incluídos num grupo, lembrem-se que se forem mesmo vossos amigos, continuarão a falar-vos quer fumem quer não! Não se fiquem pela primeira marca de tabaco que fumarem, antes de elegerem uma, experimentem várias, só depois escolham a que mais gostam para fumar (e aqueles que estão agora a iniciar lembrem-se: vão com calma, uma coisa de cada vez, pois travar ao início consegue ser bastante complicado...). E por último, se quiserem aprender a fumar corretamente visitem o site A Arte de Fumar, é excelente e foi de lá que retirei algumas das informações usadas no post.


Pretendes incentivar alguém a fumar?

É claro que não! Pelo menos esse não é o objetivo, como disse no inicio o objetivo do post é de informar e nada mais! Cada um é livre de fazer o que quer, sabe as consequências do tabaco (e agora também alguns dos poucos beneficios), agora,  eu não quero incentivar ninguém! A escolha é vossa...



sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Novo link e novidades

Olá, bem, para começar, como disse no último post o link do blog está diferente. Porquê? A razão é muito simples, quando criei o blog foi com o intuito de poder escrever tudo o que quisesse e pudesse sentir quer fosse bom quer fosse mau. O facto do meu pai ter descoberto o blog não ajudava muito, primeiro eu não me sentia tão avontade para escrever sobre certas coisas; segundo, desde que ele me falou do blog que quando me chamava a atenção sobre qualquer coisa que ele não tivesse gostado mandava uma boquinha e eu apenas não estou para aturar isto. O blog é como se fosse um "diário" onde eu posso escrever sobre o que quero é bem me apetece e com ele a lê-lo, eu não o fazia.
Agora, sobre as "novidades", na realidade não são muitas é só uma, mas está vale por mil, quer dizer a vós pode não vos dizer nada, mas foi a pior coisa que me podia ter acontecido nos últimos tempos... A minha mãe descobriu que fumo, fiquei apavorada, apesar de não ter ficado de castigo nem nada disso, era a última coisa que eu queria, o que me "valeu" é que me apanhou com o cigarro eletrónico, ok não muda muita coisa, mas estou a pensar dizer-lhe (daqui a uns tempos) que nunca peguei em tabaco (o que é mentira, mas hey, tenciono fazer com que ela não saiba não é?), que vendi o cigarro  e rezar para que ela acredite...
E foi isto, foi apenas um pequeno post a justificar o porquê da mudança de link e a contar esta novidade. Bem sei que não é nada de especial mas "prontos", obrigada por lerem. :)*

Sweet 18 ❤️

Olá pessoal!! :)
Eu sei, eu sei... Já não escrevo á 1 mês, I know, mas estas últimas semanas têm sido tão preenchidas, que eu me senti sem vontade para escrever, sorry... Mas prometo que depois escrevo um post a contar tudo.
O meu bolo *-*
Continuando... Como todos sabem ontem fiz 18 aninhos, bem verdade!!! Fiz um grande jantar com as pessoas mais importantes na minha vida dos últimos 2 anos, bem faltava lá o Z. e o A. mas eles não puderam mesmo vir (but estiveram presentes "espiritualmente"), well diverti-me imenso, ri-me tanto, foi fenomenal, amei! Apesar de cá não ter estado o meu avô, tentei divertir-me ao máximo, pois sei que esteja onde ele estiver, ele me esteve e está a ver.
Agora... 18 anos... Querem saber como é? Bem... Não é nada mais nada menos que fazer tudo o que fazia com 17 anos mas de forma legal!!! Ahahahah
Apesar de tudo, não me sinto diferente, sou exatamente a mesma pessoa que era antes de ser maior de idade. Mas iniciou-se uma nova etapa na minha vida, uma etapa com mais responsabilidade, apesar de ser muito bom começar a estar legal em algumas coisas, ser maior de idade também tem alguns contras, aliás como tudo na vida né...
Mais uma vez... Era suposto escrever um texto enorme sobre como é ser maior de idade, mas sabem que mais? Não o vou fazer por duas simples razões, a primeira é porque eu estaria a mentir se escrevesse que é mega diferente ser maior de idade quando não é, a segunda é porque duvido que vocês queiram estar meia hora a ler este post.
Bem, como já devem ter reparado mudei o link do blog, mas isso fica para outro post, tenho algumas novidades.
Beijão grande e obrigada por estarem desse lado!!  ❤️